SP - São Paulo
[x] Você está vendo animais de SP - São Paulo, clique para alterar a cidade.

Encontre um Animal

 
 
 
 
 
*Nome do animal, da ONG ou digite "Vários".
Receba nossos comunicados:
 
Seu-email:

Noticia

« voltar para o blog
 
Homem é salvo por 5 cães de ataque de onça em MS
26/07/2019 - 11:06h

O homem de 58 anos que foi atacado por uma onça-pintada e salvo pelo seus cinco cães em uma fazenda de Porto Murtinho, a 440 km de Campo Grande, ainda não viu os animais. Segundo Julian Romero, que se recupera em uma chácara próximo à cidade desde o último dia 14, já são nove dias longe dos cachorros que para ele são considerados heróis: "Estou morrendo de saudade, não vejo a hora de abraçar meus anjos da guarda".

Os cães que salvaram Julian do ataque de uma onça-pintada em Porto Murtinho (MS): 'Anjos da Guarda' — Foto: Arquivo pessoal

Conforme a esposa de Julian, Anselma Benitez, de 57 anos, o marido pergunta pelos cães todos os dias e acredita que os animais também estejam sentindo muita falta dele: "São 2 machos e duas fêmeas, todos eles são bravos, mas muito dóceis com a gente, são nossos companheiros. Não vemos a hora de vê-los", explica ao G1.

De acordo com Anselma, os animais chegaram ainda filhotinhos na propriedade rural e sempre estão acompanhando o marido nas atividades no campo. Barão, Anita, Chiquinha, Vagabundo e Solita estavam com o dono na fazenda e espantaram a onça, que já estava com as patas sobre as costas do homem:

"Se não fosse eles no dia do ataque, meu marido não estaria mais aqui. Ele se recupera bem e falta só mais um dia para ele tirar os pontos", ressalta.

Segundo o médico Diego Ruiz, Julian teve quatro perfurações e cada uma precisou de 3 pontos. A vítima também demorou cerca de 8 horas para chegar até o hospital onde ficou internado na área vermelha e foi liberado no mesmo dia.

 

Relembre o caso

Julian relata que estava a cavalo na fazenda acompanhado pelos cães quando sentiu mau cheiro na área de mata e foi verificar do que se tratava:

"Eu fui cedo levar sal no coxo para as vacas e vi uns urubus sobrevoando a mata, desci do cavalo e quando vi era uma anta morta. Logo em seguida a onça pulou nas minhas costas", relembra. Julian levou um tapa e uma mordida nas costas.

O médico que atendeu o homem informou que ele teve quatro perfurações na região das costas e só conseguiu chegar 8 horasdepois ao hospital de Porto Murtinho.

Onças atacam para proteger sua caça

O presidente da Organização Não-Governamental (ONG) Panthera, Leonardo Avelino, explica que a onça pode ter interpretado a presença dos 5 cães como uma "concorrência" alimentar para a caça que protegia: "As onças costumam ficar agressivas com a proximidade de cães, a razão do ataque pode ter sido justamente a presença deles", afirma.

Segundo o coronel Queiroz da Polícia Militar Ambiental (PMA), em duas outras ocasiões, funcionários de uma fazenda foram verificar mau cheiro e foram atacados por onças também, porque especialmente a onça-pintada defende seu alimento:

"Ela mata a presa, depois fica se alimentando e vigiando essa carne. Essa é uma das formas em que ela pode atacar o ser humano, porque a onça-pintada não encara um ser humano adulto como uma presa, ela tende a se afastar, mas para defender seu alimento ou seus filhotes ela pode atacar", explica.


 
Fonte: https://g1.globo.com/ms/mato-grosso-do-sul/noticia/2019/07/23/nao-vejo-a-hora-de-abracar-meus-anjos-da-guarda-diz-homem-salvo-por-5-caes-de-ataque-de-onca-em-ms.ghtml



  
Cancelar [x]
 
Cadastro
Já é usuário?

Clique para entrar
Esqueceu seu login/senha? Clique aqui.
 


Novo usuário

Clique para se Cadastrar 
 


Quer AJUDA? Clique Aqui.